Curso de Comunicação Social da UFRN ingressa no REUNI

A plenária do departamento do curso de Comunicação Social da UFRN, realizada na última quarta-feira no Laboratório de Comunicação, decidiu por unanimidade acerca do ingresso do curso de Comunicação Social ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, o REUNI. O ingresso do curso se deu pela garantia de que as habilitações existentes serão reestruturadas, antes que haja a expansão do número de vagas.

Na plenária compareceram cerca de 30 professores, dois representantes estudantis a atual vice-diretora do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), prof Maria da Conceição Fraga e da vice-reitora Ângela Maria Paiva. A vice-reitora e a vice-diretora prestaram esclarecimentos aos presentes sobre o programa do governo federal e se colocaram a disposição para ajudar na reestruturação do curso, além de presidirem a reunião.

Segundo elas, a entrada da UFRN neste ano ao REUNI irá representar um aumento de verbas para a expansão física na ordem de R$ 17 milhões de reais para universidade, equivalente a quase seis vezes o valor que ela recebe anualmente para infra-estrutura. Para elas, o curso de Comunicação Social é uma das prioridades para o recebimento deste dinheiro, por causa da falta de uma estrutura física adequada para os alunos e só dependeria do projeto que o curso apresentasse ao centro demonstrando a sua necessidade de reestruturação e as perspectivas de expansão do número de vagas.

Para alguns professores o aumento de vagas no curso, sem uma reestruturação prévia, seria maléfico para os alunos e comprometeria a qualidade ensino das habilitações. Segundo eles, o curso expandiu muito e não teve uma estruturação adequada para suprir todas as necessidades, por isso necessita primeiro reestruturar para depois expandir. Proposta esta também defendida pela representação dos alunos ali presentes, além disso, os alunos propuseram que juntamente a reestruturação haja uma melhoria de gestão no departamento e nas suas dependências, junto com um controle maior da atividade dos docentes e dos servidores.

A proposta dos professores de reestruturação foi contemplada na plenária com ampla aprovação e foi determinante para a entrada do curso de Comunicação Social no REUNI. Ficou definido que os pontos dessa reestruturação serão apresentados no projeto do curso, a ser enviado até o dia 23 de agosto deste ano ao CCHLA, e começará a ser efetivado a partir de 2008 com a expansão física do laboratório, a compra de equipamentos e a contratação de novos técnicos e professores.

Para o aumento do número de vagas, ficou definido na plenária que se dará por meio da criação de uma nova habilitação na área de Comunicação, a de Publicidade e Propaganda. Foram apresentadas também propostas de aumentar o número de vagas das habilitações existentes, mas logo descartadas por motivos estruturais e mercadológicos. Na proposta da nova habilitação consta que ela contará com 60 ingressantes anuais, a partir de 2009, no turno da noite dividido em 30 no primeiro semestre e mais 30 no segundo.

Foi discutida também a questão do reingresso automático. Para alguns professores, o reingresso está inchando as turmas e superlotando, ainda mais, a estrutura existente. No entanto ele é um direito do estudante regulamentado pela universidade. A plenária saiu com a proposta de que seja encaminhada ao colegiado a redação de um documento a ser levado aos colegiados superiores da universidade contra o reingresso automático.

0 comentários:

top