Deu no Conversa-Afiada

. O programa “Domingo Espetacular”, da Rede Record, acaba de exibir reportagem que se baseia em informações de fonte não identificada e que teve acesso a um laudo de 80 páginas do Instituto de Criminalística da Polícia Federal.

. O laudo responsabiliza os dois pilotos do Legacy pelo acidente com o avião da Gol.

. Eles serão indiciados novamente, por homicídio.

. É pena que a Justiça brasileira os tenha mandado de volta para Nova York ...

. (Imaginem se um avião Legacy de uma empresa brasileira, pilotado por brasileiros, se chocasse com um avião lotado da American Airlines sobre o deserto de Mojave e morressem todos os americanos a bordo. Os pilotos brasileiros, sobreviventes, estariam hoje no Rio, na praia de Ipanema, a curtir essa primavera fria ?)

Tomarei a liberdade de responder o caro Paulo Henrique Amorim, com toda certeza estariam em Guantanamo, acusados de terrorismo pelo governo norte-americano.

De resto faço das minhas palavras às do PH Amorim.
1. Fábio Costa sempre faz merda em decisão. É impressionante. E Neto ainda pede para que ele seja goleiro da seleção. Ah, isso é demais.

2. Dorival Junior é um excelente técnico.

3. O ABC foi campeão potiguar em cima do todo poderoso América-RN. Será o Mecão, o time do salto alto nas terras potiguares? (o jogo acabou com um vergonhoso 5 x 2 para o Mais Querido do RN)

4. O Flamengo conseguiu um empate maravilhoso com o Botafogo. O último jogo do carioca, será, com certeza, um dos melhores do ano.

5. O Atlético Mineiro coloca 4 no Cruzeiro, no primeiro jogo da decisão do campeonato mineiro. O galo ta vindo com tudo para o brasileirão.

6. O desconhecido Paranavaí venceu o Paraná, no primeiro jogo da final do campeonato paranaense.

Juventude Transviada

O mundo ficou em choque com o que aconteceu essa semana. Estarreceu-se perante os cadáveres. Um estudante coreano de apenas 23 anos assassinou, friamente, 32 colegas de uma das mais renomadas universidades americanas e depois se suicidou com um tiro no rosto. A tragédia abalou as estruturas do sistema de ensino do país mais poderoso do mundo e assusta pelo modo que ocorreu e pelas características do assassino.

Não faltará dedo para apontar prováveis culpados. A imprensa norte-americana cuidará de levantar hipóteses que poderiam ter causado esse comportamento agressivo no jovem coreano. Acusarão desde os videogames, até eventuais falhas na sua criação. Mas esquecerão do mais importante. A cultura da competição excessiva, do lucro à qualquer custo, que deixa para trás até mesmo o respeito pela natureza humana.

Somos competitivos. Compete-se, desde a infância pela preferência dos pais. No colégio pelas melhores (ou piores) notas. No esporte, pelo melhor desempenho esportivo. Nas relações sociais pela atração do sexo oposto. E, como é natural numa competição, sempre haverá um perdedor. Aquele que não tem a competência de, nem mesmo, conseguir a preferência dos próprios pais e são jogados de lado pela sociedade. Tratados como pobres coitados. Humilhados em seu próprio ambiente.

Isso já seria uma causa notoriamente ruim para a psiquê de uma criança. Combinar isso com motivos que levem ao preconceito como o fato dela ser estrangeira, ter outra religião ou ser de uma cor diferente pode ser uma combinação com resultados devastadores na formação de um indivíduo. Pior que agressões a sua própria pessoa, está a agressão pela a sua origem, pela sua raiz cultural, pelo seu próprio eu, impossível de mudar. Os Estados Unidos é um país cruel com os imigrantes e com os &39;perdedores&39;. Estes, são levados apenas a uma humilhante cadeira na sala dos medíocres.

Mas o coreano não era um perdedor, ele estudava em uma das malhores universidades do país, argumentaria alguns. Esquecem, porém, que por ser um dos melhores centros de ensino do mundo, habita-se nela também os mais competitivos e inteligentes estudantes e que a cultura capitalista, tão entranhada naquilo ali, preza por demasia pela competição. Ser um aluno mediano numa universidades dessas é motivo de vergonha. Ser mediano e estrangeiro é de humilhação. Não estou a defender o coreano, ele teria outras formas mais racionais de extrapolar os seus sentimentos. Estou alertando para a criação dos nossos jovens, pelos valores que nós os impomos diariamente. Será mesmo que eles devem ser tão competitivos? Que alternativas podemos ter para evitar esse excesso de competição e de preconceito entre eles?

A proibição do porte de armas (da qual sou a favor) é um paliativo. Não evitará que se forme mais pessoas atormentadas como esse jovem. Deve-se criar um programa pedagógico que incentive o indivíduo, desde a sua infância, a conviver com as diferenças sociais, econômicas e culturais das pessoas. Deve-se, evitar a competitividade excessiva entre os jovens e incentivar a solidariedade e o trabalho em grupo. E não exigir deles sempre que exista sempre o melhor, o mais bonito, o mais inteligente. Mas mostrá-los que cada um tem a sua jóia, o seu valor e que isso é expressado de formas diferentes em cada pessoa.

Essa tragédia foi uma alerta para a sociedade quanto os seus valores éticos. Um grito desesperado de estudantes que sofrem com os valores desumanos transmitidos por aí. Não devemos olhar esse acontecimento como um delírio de mais um jovem maluco, uma ato isolado, mas sim como um aviso sobre o tipo de jovem que a nossa cultura está formando. Se não fizermos nada, infelizmente, teremos um futuro negro. Onde o Cho se tornará, como ele mesmo diz, um Jesus Cristo.

Ps. Texto escrito originalmente para www.gostodeler.com.br com o título original de "Juventude de Sangue".

Curioso

O Demo, do partido DEMO, foi o autor da proposta enviada a Comissão de Constituição e Justiça a favor da redução da maioridade penal.

Mórbida casualidade?

Respondam a enquete ao lado sobre o tema :)

Paintball



"O Paintball é um desporto que consiste em um jogo onde duas ou mais equipes competem entre si, usando marcadores carregados com bolas que soltam tinta ao atingir o adversário. O objectivo é apanhar a bandeira do outro grupo, na forma mais popular do jogo, e quanto mais adversários forem eliminados mais fácil fica de completar o objectivo."


Eu experimentei essa semana. Muito divertido e emocionante o jogo. Você, definitivamente, se sente como em CS ou como em qualquer jogo do gênero. É legal também para a formatação de táticas para conseguir chegar no território adversário. Trabalho em equipe e raciocínio rápido são as principais virtudes que o jogo trabalha. Além da mira, é claro. O único problema é que dói. A consequência do jogo são algumas manchas rochas na pela, mas nada muito grave.

Em Natal, pelo que eu sei, só existe o Cangaceiros PaintBall (site fora do ar por enquanto) que tem (ou tinha) a matriz em Pium e uma filial no estacionamento externo do Praia Shopping. A minha crítica ao local é quanto as armas; vivem dando problema. Fora isso, é bem legal. O custo é de 25 reais 100 balas + colete + máscara. Com mais 3 reais, joga-se com um macacão e com mais 5 acrescenta-se mais 66 balas.

Propagandas

Pois é gente, estamos num mundo "globalizado", um tanto quanto ofensiva.



Bem bolada



Tradução:
Pai: Sua mãe me disse que você tá apaixonada...
Filha: Sim
Pai: Mas é como os outros?
Filha: Não
(carro chega)
Pai: Eu gostei dele

Toda mulher é bonita. Você é quem bebeu pouco.



Esse é dos nossos hermanos, muito bom



Esse é putaria-mastercard, mas muito legal



O "arrevoir" (sei la como escreve) no final ficou massa

Publicidade e Propaganda na UFRN abrirá em 2009

Em colegiado realizado na semana passada, os professores do Curso de Comunicação Social da UFRN decidiram adiar a criação da nova habilitação do curso de Publicidade e Propaganda em um ano. O motivo disso seria a falta de estrutura física adequada para receber os novos alunos, além da carência de docentes que o curso sofre.

A criação da habilitação de Publicidade e Propaganda acontece como resultado do plano do Governo Federal de criação de novos cursos e ampliação do número de vagas nas universidades federais. No final do ano passado, o coordenador do Departamento de Comunicação da UFRN, professor Moacir Barbosa recebeu, por parte da reitoria, a responsabilidade de montar uma nova habilitação no curso de comunicação. A idéia inicial era que essa habilitação entrasse no próximo vestibular. Para ficar encarregado da criação desse novo curso, foi montada uma comissão, formada por ele e mais dois professores que tiveram como objetivo fazer o projeto da nova habilitação e apresentá-lo a plenária do colegiado e, depois disso, ao Conselho do Centro, para a sua formalização.

A notícia da criação da nova habilitação circulou na imprensa local e se tornou motivo de muita discussão entre os alunos e os professores do curso. Para maioria, o curso de Comunicação Social da UFRN ainda não dispunha de uma estrutura física e docente adequada para receber a nova habilitação. A comissão encarregada da confecção do projeto da nova habilitação argumentava que a reitoria haveria garantido a contratação de mais oito professores para o curso, além do dinheiro necessário para a ampliação do Laboratório de Comunicação e compra de novos equipamentos.

Ao ser levada para a discussão e votação do colegiado do curso, os professores decidiram adiar em um ano a criação da nova habilitação, para garantir que quando ela tiver sido criada, tenha-se disponível para os alunos a estrutura adequada necessária para a formação do profissional de publicidade. Decidiu-se também que serão disponibilizadas 35 vagas no turno vespertino no vestibular do próximo ano.


A CPMI

Era uma tarde quente na capital federal. No Palácio da Alvorada estavam o Presidente e dois políticos de sua confiança numa reunião com líderes da oposição. Discutiam medidas econômicas de interesse crucial para os oposicionistas que envolvia taxas de mercado e investimentos internos no país. A reunião seguia tensa. De repente, eis que surge um barulho estranho, um fétido cheiro sobe. Constrangimento na sala. Os políticos se olham esbugalhados. Só havia eles na sala e ela estava completamente fechada e com o ar-condicionado ligado. O cheiro se torna mais forte. Ninguém mais aguenta ficar na sala. A reunião é cancelada sob constrangimento de todos.

O outro dia amanhece tenso na Câmara Federal. O principal líder da oposição pediu a voz numa das cansativas e chatas plenárias do congresso e bradou uma acusação feroz contra o presidente. Ele teria soltado uma flatulência na sala para impedir o andamento da reunião e prejudicar os oposicionistas. "Uma atitude de puro malcaratismo" resume o deputado. A oposição o acompanhou e logo uns exigiam a instalção de uma CPMI para investigar as causas do acontecido. A situação protestava, dizia-se que não teria como provar que fora o presidente o autor de tal ato, mas que poderia ser qualquer um dos presentes na sala. Inclusive os parlamentares da oposição.

A balbúrdia, à essa altura, chegara ao senado. Um dos líderes da oposição estava na reunião e garantiu, em plenária, que nenhum dos seus correligionários era o autor do ato. Um dos homens de confiança do presidente subiu a plenária e acusou, furiosamente, a oposição de leviana e afirmou que ninguém da situação fora responsável pelo constrangimento. A situação se tornou tensa. A oposição se reuniu para garantir a força política para a abertura de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito a fim de investigar o caso.

A mídia se deliciou. Nos principais jornais impressos do país aparecia, em off, depoimento de pessoas próximas ao presidente que garantiam que ele houvera comido batata-doce e ovo na hora do almoço. Uma combinação que pode dar resultados catastróficos, garantiam os especialistas. As principais revistas estampavam na capa títulos que eram embasados em pesquisadores famosos da flatulência, doutores do intestino e colocavam revelações da dieta presidencial. As mais conservadoras chegavam a acusar o presidente de mal modos e de ter fontes que comprovam que o presidente teria o hábito de "soltar pequenas flatulências em reuniões importantes". Nos telejornais, o apresentador com aquela cara de sério, chamava matérias investigativas que procuravam o cerne do ocorrido e que queriam decifrar os motivos que levara o presidente a soltar aquela flatulência. Para mídia era claro, a sociedade precisava de respostas. Precisava-se da CPMI do Peido.

Mesmo com toda a articulação política da oposição para a CPMI da Flatulência, ela não passou na plenária do congresso. Logo estavam eles, a oposição, bradando feito cão raivoso, acusando o governo de abafar a CPMI. A mídia seguiu o embalo e emplacou, nas suas principais notícias, o fato de que a CPMI da Flatulência não ter sido instaurado por pressão governista. Os mais indignados pronunciavam-se dizendo que a opinião pública precisava de respostas. Enquanto isso, o povo de nada entendia e se perguntava "o que diabos é CPMI?". A briga se tornou intensa, a oposição entrou no Superior Tribunal de Justiça para conseguir a aprovação da CPMI.

O senado não esperou pela aprovação do STF e encaminhou para a plenária a sua proposta. Enquanto isso a mídia televisiva fazia simulações, em computador, do acontecido e mostrava para o povo brasileiro o grau de malcaratismo que tinha naquilo tudo. No senado, a oposição era mais forte e conseguiu a aprovação. Teve início então a CPMI do Peido, que derrubou o Presidente da República.

Enquetes do Orkut

Todos nós sabemos que recentemente a rede de relacionamento Orkut possibilitou uma nova forma de interação entre os membros de uma comunidade. A enquete. Eu, pessoalmente, adorei a idéia. Porém, ao entrar na comunidade abaixo:



Vi essa enquete:



Só me falta saber o que Jaspion e sonhos eróticos tem a ver com o tema...
A equipe que faz a produção dos vídeos promocionais de Lost e Heroes é sensacional. É incrível como muitas vezes o promo é melhor que o episódio. E é interessante que a técnica não é muito usada no Brasil, quando se trata de séries ou até mesmo de novelas. Não é um costume a TV brasileira (ou o cinema) fazer uma super-produção de um vídeo promocional de algum seriado. Mas também há de se considerar que as séries e as novelas brasileiras usam um estilo de produção diferente dos seriados norte-americanos. Os gringos utilizam muito a estética cinematográfica massiva, típica de Hollywood. Já os tupiniquins tem um estilo próprio de fazer novela, seriado e até filmes.

Os americanos, na minha opinião, ganham no quesito promoção. Tanto os thraillers quanto os vídeos promocionais são de uma qualidade altissíma. Eu cansei de ver filmes por causa da sua propaganda e depois me decepcionar com que eu vi na tela. O "estilo" brasileiro perde na publicidade, mas ganha na qualidade. Os filmes e os seriados nacionais são, na maioria das vezes, muito ricos. E sempre foram assim, menos naquele meio tempo da pornochanchada. A história do cinema brasileiro, sobretudo no início do século, é recheada de filmes de alta qualidade. Depois veio a derrocada e o cinema começou a voltar de novo, com força total.

É interessante que a diferença primordial entre o cinema hollywoodiano e o tupiniquim é que os gringos são mais lúdicos no seu fazer cinema. Adoram efeitos especiais, finais felizes e abusam daquela ação de tira o fôlego, mas que de realidade não tem nada. O brasileiro prefere as comédias e os dramas, situações menos fictícias com um cunho social forte. Os atores brasileiros transpiram isso, essa dramocomédia que também é uma característica do povo brasileiro, tão divertido, mas também tão sofrido. O povo norte-americano é mais lúdico, gosta de ação e daquele amor burguês para sempre. Isso também é observado nas séries.

É legal notar essas diferenças de produção no Brasil e nos EUA e os seus pontos negativos e positivos.

Para quem quiser ver o promo que inspirou esse post, só dar um play abaixo.



Tinha colocado o vídeo errado, atualizado às 20h50min

Cineclube Natal exibe o inétido A Ciência do Sono


No próximo domingo dia 15, o Cineclube Natal exibirá, em primeira mão no circuito nacional, o longa do diretor francês Michel Gondry, a Ciência do Sono. O filme que estreou em Setembro do ano passado, teve a sua veiculação esquecida pelo circuito nacional e provavelmente só estará disponível nas melhores locadoras mais tarde.

Michel Gondry é conhecido pelos videoclipes que dirige (como alguns da Björk) e por filmes do famoso roteirista americano Charile Kaufman como vencedor do Oscar, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança. No elenco figuram nomes como Gael Garcia Bernal (Babel) e Charlotte Gainsbourg (21 Gramas). Agora é comprar a senha e esperar para ver.

Além do longa de Gondry, o cineclube exibirá mais uma edição do CCE (Circuito Cineclubista de Estréias) com curtas catarinenses como Apagogia de Moacir Siso, Climax de Gurcius Gewdner e O Retrato de Doriana Extra com Sal de Alan Longdon.

As senhas serão vendidas a 2 reais na bilheteria e a exibição será, como de praxe, no Teatro da Cultura Popular, ao lado da Fundação José Augusto em Petrópolis.

Verdades Incontestáveis Parte II

"A TV Globo é que nem a Loira Burra. Boa na aparência, péssima no conteúdo"

Desconhecido

Por certo deve ter sido inspirado no Vídeo Show...

O Milésimo Gol será no Machadão


É isso ae pessoal, Romário não fez o milésimo contra o Botafogo no Maracanã e adivinhem contra quem é o próximo jogo do Vasco?

É isso mesmo criançada, contra o América-RN. E, o melhor, em terras potiguares!

Se ele não ficar com frescura de fazer no Maracanã, estádio o qual ele já tentou 3 vezes sem sucesso, é bem provável que o famigerado milésimo seja feito em cima do jovem goleiro de 25 anos Fernando, no dia 13 de maio.

Fico só imaginando como seria. A comemoração, a mídia nacional aqui, a cidade literalmente parada...

Aliás, na verdade, seria legal se ele pudesse fazer o milésimo em toda a capital do país. Mas aí ja é viajar demais.

Esperemos. (Só sei que se for aqui, quero ir pra festa :D)

Publicidade de cerveja sem mulher nua

Sensacional, simplesmente sensacional a propaganda da Cheers Beer, uma marca de cerveja asiática.

Isso que é publicidade bem feita, sem apelos sexuais excessivos e atingindo bem no centro do imaginário das pessoas que bebem cerveja. Muito bom mesmo.


"Deus criou o mundo em 7 dias, no oitavo ele entrou nos blogs para ver se eles gostaram"

Desconhecido - Vi no Mirc

As Curvas de Gisele Bündchen


Saiu nos jornais de hoje a notícia que Gisele Bundchen foi eleita a terceira mulher com o corpo mais sexy do planeta. A primeira foi a atriz norte-americana Scarlett Johansson.

Deparei-me, nos comentários da notícia, com a seguinte afirmação de uma leitora indignada.

"Todas um bando de ossos ambulantes. Se eles conhecessem Juliana Paes, Camila Pitanga, Sheila Carvalho e outras brasileiras essas magrelas estariam lá no fim da lista incluindo a Gisele que só tem peito. De frente parece que esta de lado e de lado ela não existe." Anna Paula


Sei que muitas podem achar que é inveja da cara Anna Paula. Porém, apesar do exagero, ela tem um pouco de razão sim (só tiraria Sheila Cavalho do meio). Reparem nas fotos, Gisele é gostosa, mas praticamente só tem peito. Scarlett também segue o padrão. Agora quando eu pego uma foto de Juliana Paes ou de Camila Pitanga, meus olhos só faltam lacrimejar e minhas mãos vão aos céus e eu, literalmente, babo ao ver aquelas curvas. Aquilo é que são curvas!

A verdade é, americano não entende de curva. Entende de peito. Nós, brasileiros, que sabemos reconhecer o belo corpo de uma mulher, que entendemos as nuances de um belo corpo. Nós é que sabemos admirar um belo conjunto que envolve quadril, perna e busto. Por isso conjugo a ala masculina desse blog para eleger a sua musa do corpo (corpo, não rosto) para que eu coloque na lista ao lado.

Novo promo de Heroes

Saiu, acredito que tenha sido essa semana, o mais novo promo do famigerado capítulo 19 de Heroes. E se (o que eu acho difícil) os autores não usaram truques de edição (lost faz muito isso), minha teoria vai por água abaixo. Afinal, de acordo com o promo, Peter Petrelli, o Mocinho, morre.

Segue abaixo o promo:



Pontos a se destacar.

Nathan abraçando Claire (sua filha)
Isaac dizendo que "finalmente" pode ser um Herói
Hiro encontrando o seu Eu no futuro
A cara da mãe de Nathan e Peter quando recebe a suposta notícia que Peter morreu.
Linderman perguntando a Micah "Qual tal Salvar o Mundo hoje?"


Perguntas que ficam nesse promo.

Linderman, do bem ou do mal?
Peter realmente morre?
A mãe de Peter, por que tanta calma?


A única certeza que tenho é que esse episódio 19 vai dar o que falar.

Apocalipse

Se tudo continuar assim, em 50 anos estima-se que um quarto da Amazônia terá sido transformada em cerrado e que mais de um bilhão de pessoas morram de sede.

E em 100?

É como dizem, apenas quando a última árvore for derrubada, o último peixe morrer, o último rio secar é que o homem vai perceber que não pode comer dinheiro.

Esse será o verdadeiro Apocalipse.

O Fabuloso Gerador de Lero-Lero

Você está sem inspiração. Não sabe o que escrever para aquele trabalho do professor chato que você precisa amanhã. Ou então quer escrever algo genial para impressionar alguém. Seus problemas acabaram!

Chegou agora o novo Gerador de Lero-Lero. Nele, você digita o número de frases que necessita, aperta num botão e instantaneamente ele gera frases de conteúdos completamente pertinentes para você copiar e colar no seu trabalho. Faça frases como:

"Acima de tudo, é fundamental ressaltar que a revolução dos costumes aponta para a melhoria das posturas dos órgãos dirigentes com relação às suas atribuições. Assim mesmo, a estrutura atual da organização apresenta tendências no sentido de aprovar a manutenção dos conhecimentos estratégicos para atingir a excelência. Caros amigos, a competitividade nas transações comerciais cumpre um papel essencial na formulação das diversas correntes de pensamento. No entanto, não podemos esquecer que a execução dos pontos do programa estende o alcance e a importância das formas de ação."

Ou então...

"Ainda assim, existem dúvidas a respeito de como o surgimento do comércio virtual exige a precisão e a definição dos níveis de motivação departamental. Por conseguinte, a constante divulgação das informações desafia a capacidade de equalização dos relacionamentos verticais entre as hierarquias. Por outro lado, a adoção de políticas descentralizadoras é uma das consequências das direções preferenciais no sentido do progresso. Pensando mais a longo prazo, a necessidade de renovação processual auxilia a preparação e a composição de alternativas às soluções ortodoxas."

Para se maravilhar com esse tipo de programa, basta clicar num anúncio meu e depois acessar esse site!

Sopcast


O que é? É um free P2P internet TV. Traduzindo, é um software que permite com que pessoas compartilhem canais de TV com outras pessoas de forma simplificada e rápida.

Por que é legal? É legal porque você pode assistir canais de TV do mundo todo (desde que tenha alguém compartilhando o canal) no seu computador. A lista de canais ainda é pequena, mas já da pra ver muita coisa legal por lá.

Quanto custa? É de grátis, 100% free. Uma das maravilhas da internet.

Uow, aonde eu baixo? No site oficial do produto, www.sopcast.com lá você baixa e se registra para poder usufruir dessa maravilha da internet.

Como eu faço para compartilhar meus canais? Na comunidade do orkut do programa tem um tutorial explicando passo-a-passo como se compartilha um canal (É necessário uma placa captura para isso)

Como eu mexo no programa? Tem um tutorial em video rolando no youtube, para acessa-lo basta clicar aqui

A Lista da Pilantragem

Há alguns dias atrás, o mal diagramado Xico Sá (não é o cantor) propôs em seu blog reviver uma eleição, feita originalmente por Oswaldo de Andrade, do maior caba-de-peia ainda vivo no país. Segundo o caro Oswaldo, à época dele, o maior pilantra já falecido era o ex senador Ruy Barbosa. Portanto não havia necessidade de eleger o rei da bandidagem entre os mortos, por isso ele fez a eleição do rei da ladroagem ainda vivo, na sua época.

É claro que de 1931 para cá já morreram tanto mal caráteres que devem ter feito até o Satanás reclamar e pedir arreio do seu cargo no inferno. Pois bem, metido do jeito que sou, fui tentar dar o meu voto. O problema é que hoje, eleger um rei da traquinagem, é uma tarefa quase hercúlea. São tantos os pilantras que eleger um só seria uma sacanagem, uma falta de reconhecimento a atitude dos demais. Por isso, chateado por não conseguir eleger um, decidi fazer um top10.

Por isso decidi criar uma lista, pensei até mesmo em separar por categorias. Pilantragem política, futebolístico, midiática, médica, jurídica e tantas outras. Porém notei que se fizesse isso, minha vida se limitaria a listar e registrar o top dos bandidos brasileiros por área. Não desejo isso para o meu futuro. Vou divulgar agora o meu top 10 da bandidagem. Os 10 que se até a mãe deixar a carteira de bobeira, ele leva sem dó nem piedade. Segue os 10 maiores "cabas-de-peia" do nosso país verde e amarelo.

10. Diogo Mainardi o jornalista (?) e colunista da revista (?) Veja. Ah, meu caro Diogo Mainardi, um criador de falácias, um tipo de Carlos Lacerda piorado. Escreve bem, argumenta bem, isso é inegável. Mas a sua sede pelos holofotes aliado aos seus preconceito natos, lhe fazem um dos jornalista mais bandido do nosso país. Se registrassem a quantidade de calúnias nunca provadas, semeadas por tal figura, talvez figuraria-se um recorde no jornalismo brasileiro.

9. Antony Garotinho eis uma peça rara da pilantragem. Sua cara nunca me enganou, sempre vi nos seus olhos o frescor da sua ambição e o teor das suas idéias. A vida política de Garotinho é envolta a escândalos, desde a sua tentativa de entrar com um tanque de guerra na favela do Rio de Janeiro, até o seu último feito de compra de votos no Rio de Janeiro.

8. Ricardo Teixeira, o ilustríssimo presidente da CBF deveria dar palestras de bandidagem. É sério, porque o nível de pilantragem desse daí é de primeira linha. Teixeira é responsável por vender todo o nosso futebol para a rainha Globo, além disso gosta de fazer a nossa seleção jogar em lugares mais esquisitos possíveis, pensando apenas no dinheiro. Esteve envolvido em CPIs e não é lá muito chegado a democracia. Desde que me conheço por gente, Ricardo é o presidente da CBF. E me parece que ele não vai sair das mamatas futebolísticas tão cedo...

7. Eurico Miranda hahaha, quando se fala em bandidagem futebolística não podemos esquecer do maior (e mais corrupto) cartola brasileiro de todos os tempos. O presidente do Vasco chega a ser uma figura caricata. Se brincar, até no palitinho ele rouba. Responsável pela falência financeira do seu clube e das recorrentes denúncias de corrupção da Federação de Futebol do Rio de Janeiro a qual, recentemente ele se diz dono e não permitiu que elegessem outro presidente se não ele. Suas denúncias mais atuais? Literalmente roubou nas últimas eleições para presidente do seu clube, foi pego em pleno ato e depois decidiu proibir a imprensa de entrar no seu clube. Não há como definir um dos caba-de-peias mais brilhantes dessas terras.

6. Nicolau dos Santos Neto, vulgo Lalau. Caso clássico do malcaratismo jurídico. Um homem de carreira tão suja que o maior lixão de São Paulo pareceria um brilho na frente dele. O cara simplesmente tornou-se presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo sem concurso público, só a base dos "por fora". A limpeza política do rapaz é tão pequena que ele chegou a ser Procurador de Justiça durante o regime dos milicos. Mas o caso que coroa de vez o juiz Lalau no top 10 da cara-de-pau desse país é o seu simbólico desvio de nada mais que R$ 169 milhonetas de real do fórum trabalhista de São Paulo.

5. José Agripino um dos maiores pilantras locais da história do RN. Uma produção genuinamente potiguar que hoje está em Brasília. José Agripino Maia, ou Jajá como é conhecido aqui em Natal, é um coronel às antigas, capcioso e malandro politicamente, capaz de se aliar com o seu "maior inimigo" apenas para manter a oligarquia estadual de pé e não perder espaço nas mamatas potiguares. Dono de uma rede de mídia estadual de dar inveja a qualquer profissional de comunicação e figura-chave de escândalos antigos, como o da falência do BADERN (banco do estado do Rio Grande do Norte) e desvio de verbas, que, não sei por quais motivos, nunca foi investigada.

4. Paulo Maluf e a sua cleptomania desenfreada ocupa a 4ª colocação dessa lista. O cara não roubou, assaltou a mão armada cada brasileiro pagador de impostos desse país. É quase um rei da traquinagem política, um peixe grande diante de tantos outros pequenos por aí. Um sócio, dos mais chegados, das Ilhas Cayman. Estima-se que toda o malcaratismo dele custou cerca de R$ 500 milhões de reais, entre lavagem de dinheiro, evasão de divisas, evasão fiscal e outros. Falar de lavagem de dinheiro e Maluf hoje em dia é quase um eufemismo, de tão grande é o mal caratismo desse pilantra da nossa política.

3. Jáder Barbalho Finalmente chegamos no top 3 da ladroagem. Jáder Barbalho sai atrás na lista, mas não é porque fez pouca pilantragem. É que, para os próximos dois, será difícil encontrar "parêa". Barbalho é aquele velho coronel carrancudo, controlador da mídia e da política no Estado do Pará, esteve envolvido até o pescoço em fraudes como o desvio de verba da SUDAM e a violação do painel de votação dos parlamentares. Ladrão de primeira, ou melhor, de terceira.

2. Roberto Jefferson ladrão de primeira (mas na lista, ainda de segunda). Deveria prestar consultoria e até mesmo abrir um curso: "como roubar e depois sair como o santinho da história". Só não ganhou o primeiro lugar porque foi um corrupto sincero. Roubou e assumiu que roubou. Mas foi um pilantra de classe, que defendeu a sua ladroagem até a última instância e soube jogar com a mídia. Deu o que os jornalistas quiseram em troca de uma limpeza maior na sua imagem. Foi um malandro dos melhores (ou da pior) qualidade. Medalha de prata para ele.

1. E o troféu ladroagem brasileira para mim vai para o senador do Demo, ops, do Democratas, Antônio Carlos Magalhães. Não há como definir ao certo em palavras a capacidade de pilantragem que esse homem foi capaz de fazer sozinho. Escrever "Antônio Carlos Magalhães", "Corrupção" no google faz com que você tenha a certeza que ambas as palavras são sinônimas. São mais de 40 mil ocorrências correlacionando as duas palavras, e, ao tirar as aspas, consegue-se mais de 100 mil. O nome dele está ligado a grande maioria de casos de corrupção recentes e, ainda por cima, como todo bom e grande pilantra, possui controle sobre uma rede de mídia invejável no Estado da Bahia. É responsável por escândalo atrás de escândalo e dizem, as más línguas baianas, que até responsável por assassinatos de adversários políticos na terra dos orixás tal homem é acusado. É simplesmente um fenômeno, o ídolo de todo aspirante a corruptor, um modelo a ser seguido por todos eles. Não é a toa que ele merece as honras do primeiro lugar.

Gostou da lista? Não gostou da lista? Me achou um idiota por causa disso? Quer me xingar? Erros de português? Quer cantar uma música? Favor utilize os comentários. Ah, lembrando, não vale político morto.
Especialistas da Universidade de Stanford criaram um ranking com os 10 jogos de maior influência histórica do mundo. Uma lista que vai desde o antigo (porém, muito divertido) Tetris até o Warcraft da Blizzard.

Segue a lista dos Games escolhido pelos pesquisadores Henry Lowood e Mateo Bittanti

# 10. SpaceWar

# 9. Star Raiders
# 8. Zork
# 7. Tetris
# 6. SimCity
# 5. Super Mario Bros 3
# 4 Civilization
# 3. Doom
# 2. Warcraft
# 1. Sensible World of Soccer

Para mim faltou nessa lista Elifoot 98 e Carmen San Diego, jogos que marcaram a minha infância. Porém, no todo, a lista tá realmente muito boa. E pra vocês, que jogo faltou?

Para mais sobre o assunto, clique aqui mesmo

Big Brother Brasil

Graças a uma manipulação na edição dos videos do Big Brother Brasil, e a uma espetacularização rídicula da futilidade, hoje terminou a oitava (ou nona?) edição do festival de medíocridade produzido pela rainha Rede Globo.

Sinceramente, não sei o que a maioria das pessoas veêm em um programa como o Big Brother. As pessoas são as mesmas e escolhidas a dedo de acordo com as suas características físicas e psicológicas, existe uma manipulação na edição para garantir que os preferidos da produção levem o maior prêmio e, ainda, a criação de "polêmicas" para encher os medíocres programas da tarde brasileira e as rodas de bate-papo.

A forma do Big Brother Brasil, os personagens do programa e o modo como ele é representado demonstra a fossa que a nossa mídia habita, onde o respeito pelos neurônios do telespectador é mínimo e se pensa apenas em espetacularizar, em criar "polêmicas" e "heróis" para suprir uma necessidade cultural do povo brasileiro. Não, não sou contra o entretenimento. Sou a favor do bom gosto e de programas que não levem a uma "ilusão" presente no imaginário do povo.

É uma tristeza ver a mídia abastecida desse programóides que só fazem encher os bolsos dos anunciantes e da televisão, utilizando-se da ignorância e do imaginário popular. Talvez, um programa como o BBB, seria bom se a mídia investisse também em programas de discussões pertinentes para a sociedade, em programas educativos, que levassem um pouco de inteligência aos lares brasileiros. Mas, ao olhar uma programação como a da rede Globo, baseada somente em novelas e programas popularescos dói saber os índices de audiência que algo como o BBB alcança.


Recentemente eu vinha notando uma queda na taxa de download aqui em casa em programas que utilizam a rede P2P de compartilhamento de arquivos, como alguns bitorrents, emule, limewire e etc... De início, imaginei que fosse algum problema com a configuração dos programas e coisas assim, porém essa queda começou a ser constante. Para se ter uma idéia, a minha conexão é de 450 kbps e deveria fazer dowloads com taxas em torno de 50 kb/s. No entando, eu estava baixando arquivos a uma taxa de 5 kb/s.

Hoje, ao conversar com o técnico do meu computador, descobre que alguns provedores estão bloqueando a rede P2P para os seus usuários e, por conta disso, os downloads estavam baixos. Decidi então ligar para o suporte do meu provedor, que é esse ai de cima, a Digizap. Ao ligar fui informado que não era um bloqueio mas sim uma limitação da banda que aconteceu (hora da desculpa para boi durmir) por que o acesso a essas redes tava prejudicando o serviços de emails do provedor.

Apesar de algumas dores de cabeça, considero o serviço oferecido pela Digizap muito bom. O suporte técnico 24 horas, o FTP off-line disponibilizado no site da empresa e o atendimento que foi sempre muito bom. Não é a toa que sou usuário da Digizap há 5 anos. Mas esse bloqueio (ou limitação da banda) para mim foi uma atitude ridícula e que deveria ter acontecido após uma consulta aos clientes. Ou então, eram para, pelo menos, avisar os clientes mais antigos que esse bloqueio aconteceu. Me senti extremamente ofendido ao saber disso (ou melhor, não saber disso) e muito triste com o provedor.

Provavelmente mudarei para algum que não tenha executado esse bloqueio, para que eu possa fazer meus downloads em paz.
É isso mesmo pessoal, não é só eu, ou o Mr Manson que escreve notícias falsas de vez em quando por aí. Dois humoristas norte-americanos criaram um telejornal, o ONN (onions news network) destinado apenas a notícias falsas. E o investimento deles não é nada modesto, cerca de US$ 1 milhão de dólares.

Na verdade essa idéia, como divulga o blog de Ricardo Calil, faz parte da continuação de uma série de publicações de um jornal responsável por divulgar notícias falsas, recheadas de humor e crítica social. O The Onion, criado em 1988, tem até site próprio e foi responsável pela disseminação internacional de algumas notícias falsas como as descritas abaixo.

Escreve Calil:

"Jornalistas da chamada imprensa cristã citaram extensivamente um artigo que afirmava que Harry Potter incitava crianças a praticar bruxaria, como evidência para a tese de que o personagem recrutava menores para o satanismo."

"O maior jornal de Pequim acreditou na história de que o Congresso americano ameaçava trocar Washington por Memphis caso o governo não construísse um novo Capitólio com teto retrátil. E uma emissora de TV dinamarquesa caiu no trote da seguinte manchete: “Sean Penn quer saber que babaca registrou o domínio SeanPenn@gmail.com."

Para quem quiser conferir uma edição desse jornal, é só dar play aqui em baixo.

Immigration: The Human Cost

A Febre do Adsense

Em todo lugar do mundo agora existe um Ad Sense da google. É impressionante, desde portais de notícias até o blog daquela menina emo que fala aXim. Tudo pelos centavos trocados a cada clique dado pelos visitantes do blog.

Para quem não sabe, o Ad Sense é um programa oferecido pelo Deus Google que paga centavos para os blogueiros e os sites por cada clique em um dos seus anúncios. Para isso, alguns sites e sobretudo os blogs não economizam espaço para colocar anúncios. Bom para os blogs, ótimo para o Google.

Meu blog é um exemplo disso. Tenho posicionado estrategicamente nele 4 anúncios e mais o sistema de buscas que irá me garantir uns trocados, caso algum de vocês, queridos leitores, clique neles. É uma boa forma de make money com o meu vício que é a internet. Até o momento, ja chequei a incrivel marca de $ 0,36 o que ta me fazendo pensar em criar uma campanha para me enriquecer e para que eu realize uma das minhas metas para 2007 que é a de comprar um carro.

Penso até no logo da campanha. "Um rosk feliz, Um mundo feliz" com vídeo promocional no Youtube e tudo. Ok, ok, sou narcisista, eu sei, foram só alguns devaneios (ou não). Bem, mas falando sério, me falaram que para eu ser um blogger rico, famoso e gostoso eu precisaria incrementar minhas visitas (dã!) e para isso eu preciso de uma identidade específica para o meu blog. O problema é, se eu ainda não tenho uma identidade própria, gosto de escrever sobre tudo, como criar essa identidade para o blog?

Boa pergunta, aguardo respostas.

Quem quiser saber mais sobre o Ad Sense, clique aqui

E quem quiser me ajudar, clique nos anúncios ou deixe algum comentário filosófico.
As diferenças entre homem, mulher e gay por Jô Soares



Só acho que no final deveria ser "salve o tricolor paulista..."

O MADA 2007


A tão esperada programação do MADA saiu ontem a noite, em meio a críticas de alguns e a elogios de outros. Para mim, a programação está boa, seguindo a tendência dos festivais de música nacional de prezar pelas bandas independentes e pelo rock alternativo de qualidade. A maioria das bandas escolhidas está se destacando, há algum tempo, nos seus cenários locais, algumas até mesmo com fãs em vários lugares no país.

Dentre as bandas escaladas, destaco duas. A brasiliense (minha conterrânea) Móveis Colonias de Acaju. A banda faz um som novo, diferente e muito divertido, além disso, os shows da banda, segundo pessoas que já foram, são muito bons. Móveis tocou no Coquetel Molotov em Recife no ano passado e deixou uma leva de fãs pelo nordeste que saíram fascinados pela banda. A escalação deles pro MADA, talvez seja fruto disso.

A outra a se destacar é a pernambucana Mombojó. A banda fez seu último show na capital potiguar há dois anos e deixou as pessoas enlouquecidas por ela. Numa noite em que todos esperavam pela carioca Gram, Mombojó fez um show sensacional, com direito a um mosh do vocalista e uma chuva fina e rala para lavar a alma. A banda pernambucana, no ano passado, lançou seu CD pela Trama. O CD está entre os 10 melhores álbuns lançados em 2006 pela gravadora. O que nos resta é esperar o show.

As hedliners, bem, faz tempo que eu não vejo o MADA pelas headliners. O meu destaque vai para Paralamas do Sucesso, uma bela banda com jornadas históricas pelo rock nacional. O outro vai para Nação Zumbi, com o seu manguebeat recifense e dançante.

No mais, conheço pouco (de ouvido e de show) as outras bandas nacionais que passarão pelo festival. A nível local, a programação também ficou excelente, acima das expectativas. A escalação de Belina Mamão e a sua fina flor do brega para mim foi um gol de letra da produção do festival. A presença de palco deles é excelente e a música, bem, a música é um suspiro de amor em meio a tanta guitarra, com direito a covers do rei Reginaldo Rossi.

Do cenário local destaque também para Bugs. O som experimental é uma veia forte do grupo. O CD da banda está, com certeza, entre os melhores lançados em 2006 nas terras potiguares. Depois das suas passagens em alguns shows pelo nordeste, a banda vem com fôlego e um bom número de fãs para a sua apresentação no festival.

Agora é esperar para ver, vou aos três dias conferir o que está sendo produzido no cenário independente nacional.

top